Trabalhadores que ainda quiserem pedir saque emergencial do FGTS têm até o dia 31

2 de dezembro de 2020 16:51

Valores que ficaram disponíveis para brasileiros estão sendo devolvidos ao Fundo, mas saque ainda pode ser feito pelo aplicativo Caixa Tem

Os valores que ficaram disponíveis para vários brasileiros dentro da autorização para saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e não foram retirados dentro do prazo previsto passaram a ser devolvidos às contas do Fundo a partir da última segunda-feira (30). Mas no caso dos trabalhadores que ainda desejem solicitar este saque, o pedido pode ser feito até o dia 31 de dezembro.

O que muda é que, para fazer o saque, o trabalhador agora deve solicitar a retirada no aplicativo do FGTS a partir da próxima segunda-feira (7) até o dia 31 de dezembro, conforme informou a Caixa Econômica Federal.

De acordo com comunicado do banco, nesses casos, o saldo será transferido novamente para a conta digital aberta pela Caixa e ficará disponível para movimentação pelo aplicativo Caixa Tem. O montante poderá ser utilizado em transações eletrônicas, saque em espécie ou transferência, sem custo, para outras contas.

O banco também explicou, por meio de informes, que o trabalhador precisa estar com os dados cadastrais atualizados para ter acesso ao saque emergencial do FGTS. Os trabalhadores que ainda não receberam devem acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar o saque dos valores, que serão creditados na Conta Poupança Social Digital. O valor e a data do crédito serão informados em seguida.

Além do aplicativo do FGTS, o trabalhador também pode recorrer para obter mais informações ao site do FGTS; à Central de Atendimento da Caixa, que atende no telefone 111; e ao internet banking da Caixa. O valor do saque é de até R $ 1.045, considerando uma soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas com saldo no Fundo.

Sem movimentação

De acordo com a área que administra o FGTS na Caixa, aproximadamente 20% dos recursos que foram liberados pelo saque emergencial ainda não foram movimentados.

O saque emergencial do Fundo teve início em junho, com o intuito de disponibilizar até R$ 1.045 para mais de 60 milhões de trabalhadores durante a pandemia de covid-19.

Ao todo, a medida poderia injetar R$ 37,8 bilhões na economia. Todos esses recursos foram liberados para os trabalhadores por meio do aplicativo Caixa Tem, em um calendário de pagamentos que se encerrou há duas semanas.

Findo o calendário de pagamentos, contudo, R$ 7,9 bilhões ainda não foram usados pelos trabalhadores. Por isso, esses recursos voltarão para as contas do FGTS com a devida correção. A transferência, iniciada na última segunda-feira, pode levar até sete dias. O banco alertou, ainda, que não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não envia links ou pede de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.

Fonte: Fenae

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *