Protestos contra Carrefour são marcados pelo Brasil após morte de negro por espancamento

20 de novembro de 2020 16:47

Após um homem negro ser morto por seguranças no supermercado Carrefour , em Porto Alegre, movimentos negros se organizam para realizar protestos em frente a unidades da rede.

O assassinato aconteceu na véspera do Dia da Consciência Negra, celebrado nesta sexta-feira 20. O crime foi filmado por pessoas que estavam no supermercado. As imagens, que viralizaram nas redes sociais, mostram João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, levando socos e chutes de dois homens brancos que vestiam uma roupa preta. Ao lado dos dois, uma mulher acompanhava o espancamento e filmava.

Em Porto Alegre, o Movimento Negro Unificado e outras 33 entidades farão um ato em frente ao Carrefour Passo D’areia, local onde aconteceu o assassinato.

Em São Paulo, a marcha que aconteceria na Avenida Paulista pelo Dia da Consciência Negra alterou seu trajeto e fará um ato em frente ao Carrefour da Brigadeiro Luiz Antônio, região central da cidade.

Em Osasco, na grande São Paulo, um ato também foi marcado. A concentração acontecerá na ponte de aço e depois os manifestantes vão seguir para frente do Carrefour da cidade, onde, em 2009, seguranças da rede de hipermercados agrediram o vigia e técnico em eletrônica Januário Alves de Santana, de 39 anos, no estacionamento.

Em Belo Horizonte, o protesto está marcado para começar às 15h, em frente ao Carrefour da Av. Afonso Pena c/ Rua Guajajaras.

Já no Rio de Janeiro, o ato será em frente ao Carrefour da Barra da Tijuca, na Avenida das Américas, 5150, a partir das 16h. Os organizadores ressaltam o uso de máscaras devido à pandemia de coronavírus.

Fonte: Carta Capital

Tag: , , ,

Categorizados em:

1 comentário

  1. Angélica Silva Viana

    24 de novembro de 2020 04:24

    obrigado pela informação, o é site excelente vou voltar
    mais vezes 🙂

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *