Presidente do PDT, Lupi critica temperamento de Ciro e diz que ele errou ao ir a Paris no segundo turno de 2018

7 de junho de 2022 10:21

O presidente do PDT, Carlos Lupi, concedeu entrevista ao Valor Econômico, em que fez críticas ao pré-candidato de seu partido Ciro Gomes, lembrando sua viagem a Paris, no segundo turno das eleições presidenciais de 2018. “Não achei correto ter feito isso. Cada um é dono do seu livre-arbítrio. Aqui, eu fui para a TV dizer que faria apoio crítico, não subi em palanque, não pedi voto, mas dei apoio. Acho ruim ter ido, deu discurso para o adversário. A cada tempo seu sofrimento. [Se Ciro não for ao segundo turno este ano] vou deixar para pensar mais à frente [no que fazer]. Mas votar em Bolsonaro, jamais”, disse ele, aos jornalistas Murillo Camarotto, Vandson Lima e Fernando Exman, sugerindo apoio a Lula.

Lupi também se queixou do temperamento do seu candidato. “Não quero que casem com ele, quero que votem. Temperamento típico padrão de político brasileiro ele não tem e nunca terá. Provocado, reage. Não espera dois minutos. Isso atrapalha no meio político? Atrapalha.” A despeito das declarações, Lupi disse que Lula e o PT estão com “salto alto” e afirmou crer na ida de Ciro ao segundo turno.

Fonte: Brasil 247

Foto: Divulgação | ABR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *