Mossad confirma que perseguirá líderes do Hamas ‘onde quer que estejam’

4 de janeiro de 2024 10:26

O chefe do Mossad ameaçou na quarta-feira (3) rastrear e matar todos os líderes do Hamas responsáveis que estão à frente do combate a Israel, informa a Sputnik, citando o jornal britânico The Guardian.

David Barnea, que lidera o serviço de espionagem de Israel, assumiu que o Mossad estava “empenhado em acertar as contas com os assassinos que atacaram Israel” em 7 de outubro e com aqueles que planejaram os ataques. Ele falou no funeral de Zvi Zamir, ex-diretor do Mossad, que supervisionou a sangrenta retaliação de Israel contra grupos militantes palestinos após o assassinato de atletas olímpicos israelenses em Munique, Alemanha Ocidental, em 1972.

“Levará tempo, assim como após o massacre de Munique, mas colocaremos nossas mãos sobre eles onde quer que estejam […]. Toda mãe árabe deve saber que se seu filho participou, direta ou indiretamente, do massacre de 7 de outubro, seu sangue estará sobre sua própria cabeça”, advertiu Barnea aos presentes.

Em 1º de dezembro, o jornal norte-americano The Wall Street Journal citou autoridades israelenses dizendo que o serviço de espionagem Mossad pretende eliminar os líderes do Hamas em todo o mundo.

Foto: Reprodução/YouTube/ICT

Reprodução/Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *