Feira Origem Week expõe diversidade de produtos das 13 zonas turísticas da Bahia

18 de março de 2024 10:38

Uma diversidade de produtos, como queijo, vinho, chocolate, peixe, charcuteria, café, geleia, doce, cachaça e artesanato, entre outros, originários das 13 zonas turísticas da Bahia, estão em exposição na terceira edição da Feira Origem Week, que acontece até domingo (17), no Centro de Convenções de Salvador. Para os mais de 200 expositores, o evento, que tem o apoio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), é uma vitrine que promove marcas e região de procedência. 

“O grande diferencial da Origem Week é que ela é uma feira de negócios, onde temos mais de 300 marcas de produtos genuinamente baianos, mostrando a força dos pequenos produtores e do agricultor familiar”, explicou o organizador da feira, Marcos Lessa. 

“É um evento promissor, bem visitado, que traz boas perspectivas de vendas e de divulgação do nosso produto, que é a cachaça, atraindo compradores para negócios futuros”, pontuou Evaristo Carneiro, da Cooperativa dos Produtores Associados de Cana e Derivados da Micro Região de Abaíra (Coopama).

“Estamos de volta, porque obtivemos resultados surpreendentes nas edições anteriores da Origem Week, tanto em visibilidade como em vendas. É uma grande oportunidade para os pequenos e médios empresários. Nosso produto é o vinho de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina”, relatou o proprietário da Vinícola Vaz, Jairo Vaz. 

Capacitação e negócios 

Na sexta-feira (15), a Setur-BA promoveu na feira a capacitação para agentes de viagens sobre a Estrada do Chocolate, roteiro turístico situado entre os municípios de Ilhéus e Uruçuca, na Costa do Cacau. O passeio oferece a experiência de vivenciar a cultura cacaueira, com visitação a fazendas centenárias e fábricas de chocolate.

“Eu não tinha a mínima ideia de como era um pé de cacau ou o fruto, por isso, foi interessante adquirir esse conhecimento, ter um pouco da visão de como são aquelas belas fazendas, onde o turista pode vivenciar todas as etapas de produção, do plantio à colheita”, disse a agente Lúcia Maeda.

A secretaria também realizou uma rodada de negócios, voltada para empreendedores do segmento de alimentos e bebidas. “As conversas, principalmente com pessoas que trabalham em bufês, renderam boas perspectivas de parcerias, que podem se concretizar”, relatou Rodrigo Wanderley, da empresa Café Grão de Luz.

Foto: Matheus Landim/GovBA

Reprodução/GovBA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *