Depois do que fez em 8/1, Cappelli ainda não foi convidado para ficar no governo

11 de janeiro de 2024 10:27

O secretário executivo do Ministério da JustiçaRicardo Capelli, não pediu demissão da pasta, como tem sido noticiado. Ele continua no cargo. Mas está arrumando as gavetas para deixar o ministério.

Capelli foi fundamental na resistência ao golpe do 8/1, quando se tornou interventor da polícia do DF e organizou a prisão dos golpistas que haviam destruído a esplanada.

Mesmo com esse currículo, não será aproveitado pelo seu xará Ricardo Lewandowski que será nomeado novo ministro da Justiça. Também não recebeu nenhuma proposta para continuar no governo em outro ministério. 

A pessoas mais próximas, Capelli tem dito que não está atrás de emprego. Que se tiver uma boa proposta política para ficar no governo, topa. Caso não, vai tocar a vida.

Uma pena que o governo Lula esteja perdendo um quadro da estatura de Capelli que se construiu como referência numa área em que o governo deixa tanto a desejar, a segurança pública.

Reprodução/Revista Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *