Caso Choquei: Renan Bolsonaro já utilizou agência Mynd8 para viralizar nas redes

4 de janeiro de 2024 10:31

Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), utilizou a Mynd8, agência especializada em entretenimento e propaganda que também gerenciava a Choquei até janeiro de 2023, para viralizar nas redes sociais.

Segundo a denúncia do colunista Leo Dias, personalidades famosas pagam perfis de fofocas nas redes para serem assunto, além de abafar polêmicas e “queimar adversários”. A chamada “máfia digital” pode cobrar até R$200 mil por divulgação.

Em 2021, Renan Bolsonaro esteve associado ao projeto da Banca Digital. Naquela época, suas postagens começaram a aparecer em páginas de fofocas no Instagram e Twitter, agora X. Além disso, ele chegou a viralizar no TikTok.

Vale destacar que o vereador Thammy Miranda, filiado ao Partido Liberal, mesma sigla de Bolsonaro, é agenciado pela Mynd8. Em sua página no Instagram, o parlamentar divulga um e-mail da empresa para contato.

A informação entra em contraste com uma acusação feita pelo coach bolsonarista Daniel Penin, que espalhou mentiras ao tentar ligar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à morte da jovem Jéssica Canedo. Ela cometeu suicídio após ser vítima de fake news publicadas pela Choquei.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, Penin afirmou que o governo Lula financia a Mynd8. No entanto, posteriormente, ele admitiu não ter dados precisos sobre a gestão petista, confessando que suas informações são de governos anteriores.

Com a repercussão do vídeo, ele ganhou o apelido de “Coach de Taubaté” nas redes sociais, em referência à história da falsa grávida da cidade que simulou uma gestação de quadrigêmeas.

Foto: Reprodução/redes sociais

Reprodução/Diário do Centro do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *