Após chilique de CEO, XP muda pesquisa que mostra Lula à frente para não “ferir” bolsonaristas

23 de setembro de 2021 12:09

XP Investimentos vai mudar a metodologia de sua pesquisa, realizada pelo Ipespe e divulgada mensalmente desde 2018, para não desagradar clientes bolsonaristas insatisfeitos com os números, que mostram mês a mês uma consolidada liderança do ex-presidente Lula (PT) sobre Jair Bolsonaro (Sem partido) na disputa presidencial em 2022.

Segundo a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, a corretora financeira – que tem como sócio o banco Itaú, com 49,9% das ações – “resolveu não ferir suscetibilidades dos seguidores do presidente”.

Além do Ipespe, a XP passará a encomendar pesquisas a outros institutos, além de incluir no questionário outros temas de interesse dos clientes.

Em agosto, Bruno Constantino, CEO e um dos mais relevantes sócios da XP Investimentos, teria tido um chilique ao ver os números da pesquisa, que mostrava Lula com 40% das intenções de votos, ante 24% de Bolsonaro.

O levantamento mostrou ainda que a rejeição de Bolsonaro segue em alta e bateu 54%, dois pontos a mais do que no estudo anterior.

Ao se deparar com os números, Constantino teria esbravejado. Em seguida, ele disparou mensagens de WhatsApp e telefonemas, reclamou com os responsáveis e questionou a metodologia da pesquisa, que é a mesma desde 2018.

Foto: Revista Fórum / Foto: Revista Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *